• Marcio Oliveira - Vinoticias

“ANTECIPANDO SUGESTÕES PARA O VINHO DO DIA DOS NAMORADOS”

Quer você veja como um absurdo a comercialização que algumas celebrações passaram a ter, como o “Dia das Mães”, ou o “Dia dos Pais”, não se esqueça que o “Dia dos Namorados” está chegando e não há como escapar!

Muitos não poderão fugir dos chocolates, dos ursos de pelúcia e de tudo em forma de coração. Independentemente do seu status de relacionamento, é bastante seguro dizer que uma garrafa de vinho estará em seu futuro próximo. Então, qual é o melhor estilo de vinho para este dia?


Com a pandemia, a capacidade de atendimento dos restaurantes está limitada, e portanto, as reservas para o jantar deverão ser feitas antecipadamente sob pena de você se transformar no “sommelier e chef de cuisine” deste dia. Portanto, antecipe a escolha da melhor garrafa de vinho para a ocasião. Esta pode ser a parte mais difícil de todo o feriado, porque você quer experimentar algo novo e fazer alarde por uma taça que você realmente goste, adaptado à sua disposição de quanto quer gastar.


E muito importante, não precisa ficar coçando a cabeça na loja de bebidas, porque tudo isso pode ser entregue diretamente na sua porta através dos serviços de entrega de bebidas alcoólicas. Você pode solicitar um vinho juntamente com flores através dos serviços de delivery e recebê-los em casa.


O “Dia dos Namorados” é um dia para expressar o amor de uma forma especial, um momento para ser mais romântico, um momento para corrigir alguns erros (se eles aconteceram durante a pandemia!), um momento para abrir uma boa garrafa de vinho. Assim como o amor, o vinho pode ser complexo, doce, ousado e refrescante e selecionar uma garrafa entre milhares não é uma tarefa fácil.


O “Dia dos Namorados” é sobre o tempo que passamos juntos. Então, quando se trata de escolher um vinho para o almoço ou o jantar – neste ano cairá num sábado, você vai querer algo que incentive a conversa, não a contemplação. Não consegue encontrar suas escolhas? Faça foco numa uva ou região e avalie as dicas deste artigo para indicar a direção certa. Você vai se sair bem.


Não importa a sua opinião sobre o Dia dos Namorados, é uma desculpa tão boa quanto qualquer outra para abrir uma boa garrafa de vinho, quer você esteja compartilhando com outra pessoa ou não. Depois de provar e avaliar várias centenas de vinhos durante a pandemia, agora é hora de fazer uma refeição especial ou até mesmo se tiver que ficar em casa, significa que você além de evitar restaurante com preços inflacionados para um menu de preço fixo mais ou menos e garçons estressados, quer abrir uma garrafa de vinho com um sentido especial.


Reunimos então algumas dicas para você comemorar o “Dia dos Namorados”, não importa onde você esteja comemorando. Afinal, seja aonde e como for, tudo é justo no amor no vinho.


♦ Considere a atmosfera e ambiente - Antes de começar a procurar o melhor vinho para o Dia dos Namorados, você deve imaginar como será a sua celebração ideal. Você fez reservas em um restaurante impressionante? Você está planejando cozinhar em casa? Você quer fazer um piquenique no lugar onde se conheceram? Cada uma dessas celebrações românticas exige um estilo de vinho muito diferente.


♦ Celebrações em Restaurantes finos - Em alguns casos, um restaurante terá um prato principal especial em seu menu para o “Dia dos Namorados”, e esse prato especial geralmente gira em torno de carnes saborosas e caras, como filé mignon ou cordeiro. Por causa disso, um vinho tinto complexo e ousado é muitas vezes uma escolha segura para a sua refeição de “Dia dos Namorados”. Claro, se você ou seu parceiro são vegetarianos ou se o restaurante é especializado em frutos do mar ou aves, um vinho branco rico e amanteigado pode ser o ideal. Se você estiver pensando em levar seu próprio vinho para o restaurante, ligue com antecedência para perguntar sobre as políticas de rolha e a própria carta de vinhos do restaurante. O chef ou sommelier da equipe já pode ter uma seleção brilhante de vinhos que combinará perfeitamente com o menu, portanto, pode ser desnecessário levar sua própria garrafa. No entanto, se o restaurante ficar feliz em abrir sua garrafa para você e você tiver um bom vinho que está ansioso para beber, como um Margaux 1988, então esta pode ser a oportunidade perfeita para bebê-lo.


♦ Celebrações Caseiras - Quando você cozinha uma refeição romântica em casa, você tem mais liberdade para escolher o vinho perfeito para o “Dia dos Namorados”, que irá complementar o prato e deixar sua cara-metade feliz. Você pode até planejar sua refeição em torno do vinho, fazendo pratos que dão destaque a uma garrafa especial. Você pode combinar o vinho com música ou criar seu próprio roteiro de degustação, indo dos vinhos mais leves e aromáticos aos mais ousados ​​e ricos de sua coleção. E para começar, sirva um espumante...


♦ Piqueniques ou outros locais incomuns - Se você está planejando comer ao ar livre, apesar do friozinho que já começou a achegar, como em uma praia ou um parque, então você precisa escolher um vinho que viaje bem. Embora os vinhos tintos maduros, com sedimentos pesados, tenham um gosto maravilhoso depois de serem decantados por algumas horas, este tipo de vinho pode não ser tão delicioso se você tiver que carregá-lo por horas a fio. O sedimento na base da garrafa pode se misturar com o resto do vinho, ou o vinho pode acabar com o “bottle shock” (choque da garrafa), fazendo com que o gosto do vinho seja mais suave (ou pior) do que deveria. Para evitar isso, escolha garrafas que devem ser bebidas jovens e com pouco sedimento ou opte por espumantes.


Rótulos podem ser inspiradores - Os fãs de Beaujolais devem procurar vinhos de Saint-Amour, a denominação “Cru” mais ao norte da região. Embora sejam sazonais, infelizmente são difíceis de encontrar porque a comuna é pequena e os vinhos não são tão procurados como os de outras “villages” de Beaujolais. Os amantes de Bordeaux podem procurar por um Calon-Segur, um dos principais “chateaux” da denominação St. Estèphe, que ostenta um coração em seu rótulo. Se a opção for por um vinho branco, a vinícola Hugel da Alsácia faz um pinot blanc chamado Cuvée les Amours. Há um rótulo argentino chamado Enamore, um belo blend composto de 60% Malbec, 23% Cabernet Franc, 10% Cabernet Sauvignon, 4% Syrah, 3% Bonarda, com graduação alcoólica 14,50% e pode ser encontrado no Supermercado SuperNosso em Belo Horizonte.


♦ Selecione Safras Diferenciadas - Depois de decidir o estilo de vinho que deseja servir (leve e aromático ou ousado e rico), você deve considerar a safra do vinho. Na maioria das vezes, garrafas de vinho envelhecidas e maduras são as melhores escolhas para o “Dia dos Namorados”, porque esses vinhos são mais especiais e os sabores mais complexos, mas esta opção é válida para quem reconhecerá o valor desta escolha, ou seja, saberá apreciar o vinho. As notas de degustação de críticos de vinho podem dizer quando o vinho provavelmente estará pronto para ser bebido, e você pode usar essas informações para planejar tudo com antecedência.


Escolher a safra certa também pode tornar a celebração do “Dia dos Namorados” mais especial. Se você está planejando servir um vinho envelhecido, escolha vinhos do ano em que começaram a namorar ou se casaram. Alternativamente, você pode escolher vinhos de seus anos de nascimento. Se, por outro lado, você quiser servir um vinho mais jovem no “Dia dos Namorados”, escolha um vinho feito no seu local de férias favorito ou um lugar que tenha algum outro significado profundo para vocês como casal. Claro, você também vai querer escolher vinhos que atendam às suas preferências de gosto e às de seu parceiro.


♦ Acerte nas Harmonizações - Quando se trata de harmonizar o vinho para o “Dia dos Namorados”, tente combinar o corpo e o sabor do vinho e simplifique as coisas. O vinho tinto geralmente combina com carne vermelha, porco e chocolates e queijos ricos, enquanto o vinho branco combina com carnes brancas como peixes mais delicados, frango e massas com molho branco.


Se você prefere vinho branco e estará servindo uma carne suína, um Chardonnay ou um Riesling harmonizarão muito bem. Da mesma forma, vá em frente e desfrute de um bom vinho Pinot Noir suave ou outro vinho de baixo teor de tanino com carne de frango ou peixe.


Lembre-se de uma regra fundamental, não importa o que você esteja servindo, siga suas papilas gustativas. Mesmo a combinação mais científica, mesmo a dica mais perfeita, não funciona se você não gosta de um estilo específico de vinho.

Em caso de dúvida, uma ótima garrafa de espumante ou champanhe será o vinho perfeito para o “Dia dos Namorados”, não importa como seja a sua celebração. Contanto que você mantenha o champanhe frio, o espumante é um vinho quase infalível para o “Dia dos Namorados”, que combina perfeitamente com uma ampla variedade de alimentos e não requer decantação.


♦ Estilos e Uvas a evitar – Sempre digo que numa refeição romântica há vinhos a evitar! Apesar de que você possa gostar muito de vinhos encorpados e alcoólicos, lembre-se dos seus efeitos. Prefira vinhos mais leves, frutados, com menos corpo.


Evite aqueles Malbecs, ou Shiraz de 15% de álcool ou mais, pois o resultado infalível após a refeição será um sono profundo e reparador. E ninguém quer (ou merece isto!) no “Dia dos Namorados”.


Saúde!!! Aproveite para comentar se gostou ou não!!! (baseado em artigos disponíveis na internet e minhas considerações)