• Marcio Oliveira - Vinoticias

CUVELIER LOS ANDES COLECCIÓN 2013 – VALE DO UCO – ARGENTINA

Henri Cuvelier fundou sua empresa em 1804, cujo sucesso foi rápido e se desenvolveu ao longo do século XIX. No início do século 20, Paul Cuvelier e seu jovem irmão Albert, antecipando a inevitável demanda dos “vinhos engarrafados no Chateau” em detrimento das misturas “feitas sob medida” dos negociantes de vinhos, decidiram comprar propriedades de qualidade superior em Bordeaux. Eles compraram o Château Le Crock em 1903, depois o Château Camensac em 1912 e finalmente o prestigioso Château Léoville Poyferré em 1920.

No início de 1914, Paul Cuvelier já havia vindo para a Argentina, para descobrir os vinhos de Mendoza. Ele os achou “agradáveis ​​de beber”, embora não fossem adaptados ao gosto francês naquele momento. Entretanto, recomendou que um olho atento fosse mantido em seu desenvolvimento.


Em 1998, Bertrand Cuvelier fez a escolha feliz de acompanhar pessoalmente Michel Rolland no seu grande projeto argentino, que se tornaria o grupo “Clos de Los Siete”. Três anos depois, Jean-Guy Cuvelier decidiu se juntar a sua prima Bertrand para construir uma Adega e produzir vinhos finos dignos da tradição familiar. A Bodega foi construída e cada ano as vinhas de Cuvelier Los Andes contribuíram com 50% de sua produção para Michel Rolland criar o seu “Clos de Los Siete”.


Em 2003 houve a produção da primeira edição do “Cuvelier Los Andes-Coleccion”. A safra de 2004 viu a chegada da primeira edição do “Cuvelier Los Andes – Grand Vin”. Atualmente, produz três vinhos sob consultoria de Michel Rolland: Coleccion – Grand Vin – Grand Malbec. A qualidade destes vinhos, produzidos a partir de vinhas jovens, está muito além das expectativas iniciais.


● Corte de uvas: Combinação de uvas Malbec, Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah e Petit Verdot.


● Notas de Degustação: Cor violeta ainda intensa, sem demonstrar evolução. Aroma de frutas escuras maduras como cassis, ameixa, cerejas, muito intenso. Num segundo momento aparecem as notas de carvalho e especiarias. Paladar de grande potência, amplo, com boa complexidade, repetindo os aromas percebidos. Fim de boca persistente e muito agradável. Passa 12 meses meses em barricas de carvalho francês.


● Estimativa de Guarda: já está pronto, mas pode ser guardado por mais 2 a 3 anos.


Notas de Harmonização: Carnes vermelhas grelhadas ou assadas, Churrasco, Costeletas de cordeiro na brasa, Costelinha de porco ao molho barbecue; Carnes com molhos de funghi, embutidos picantes, Queijos com cura média. 14%.


Serviço: servir entre 16 e 18ºC. Em dias mais quentes, experimente baixar a temperatura para os 16ºC de forma a realçar mais o seu lado frutado.


Faixa de Preço – $$$


Em BH: SUPERNOSSO – Várias Lojas em BH.