• Vinotícias - Marcio Oliveira

FONT DU VENT CHATEAUNEUF-DU-PAPE CUVÉE TRADITION 2019 – RHÔNE SUL – FRANÇA -

Anteriormente chamada Font de Michelle, a vinícola teve seu nome alterado em função da expansão de seus vinhedos, para Font du Vent. Localizada no sudoeste de Châteauneuf-du-Pape, uma das melhores sub-regiões da denominação, a Famille Gonnet produz vinhos ricos, complexos, elegantes e longevos, a partir de vinhas antigas (entre 50 e 110 anos), com uso de tanques de concreto e tonéis na vinificação. Fundada em 1950 por Etienne Gonnet, a vinícola é atualmente conduzida pelos seus netos Bertrand e Guillaume.

Etienne Gonnet, criou o Domaine Font de Michelle em 1950, com um vinhedo de 30 hectares, de um só proprietário. Em 2002, o domaine expandiu-se, com 20 ha magníficos em Côtes-du-Rhône e Côtes-du-Rhône Signargues, propriedades localizadas em Domazan dans le Gard: La Font du Vent. Recentemente, os produtores decidiram mudar o nome da vinícola para Famille Gonnet.


São 50 hectares de vinhedos de cultivo orgânico, com solos argilo-calcários recobertos em grande parte de seixos vermelhos, que armazenam o calor do dia e o difundem durante a noite para as parreiras. Pouca chuva, insolação excepcional (1.000 horas de insolação média no verão; 7 horas a 25º) e o vento mistral mantêm as plantas sadias, com amadurecimento perfeito das uvas no momento da colheita.


Nesse terroir emblemático de Châteauneuf-du-Pape, a família Gonnet possui parcelas em diferentes locais, incluindo La Crau, o `grand cru` de Châteauneuf. A Grenache Noir responde por 75% da área plantada, seguida pela Syrah e Mourvèdre. Para o branco são cultivadas as uvas Grenache Blanc, Clairette, Bourboulenc e Roussanne.


● Corte de uvas: 70% Grenache, 10% Syrah, 10% Mourvèdre e 10% de outras variedades tintas (Counoise, Cinsault, Terret Noir, Vaccarèse, Clairette and Bourboulenc). Vinhas de 50 a 90 anos de idade. Densidade de 3.500 plantas/hectare. Envelhecido em tanques de concreto em formato de pirâmide (30%), cubas de madeira (30%), tanques de inox (30%) e demi-muids (barricas de 600 litros).


● Notas de Degustação: Vinho rubi de média intensidade. No nariz aparecem as notas de cereja, ameixa, figo turco e especiarias doces. No paladar, o vinho mostra taninos macios, sendo elegante, equilibrado, de corpo, com acidez média e final persistente.


● Estimativa de Guarda: o vinho de corpo, com boa acidez, que já estava pronto para ser bebido, e que aguentará uma guarda até 2030!


Notas de Harmonização: Acompanhou um gostoso Cassoulet (típico da região), preparado pela Marina Franchini. Ótima companhia para cordeiro com alecrim, coq au vin, magret de canard, além de charcutaria e queijos de sabor intenso, como o Comté. Perfeito ainda para pratos asiáticos como o pato laqueado.


Serviço: servir entre 16 e 17ºC (Beba numa taça grande de Bordeaux). Vale a pena decantar.


Faixa de Preço – $$$$


Em BH: PREMIUM - Rua Estevão Pinto, 351 - Serra - 30220-060 - Belo Horizonte - MG - 31 3282-1588 I Em SP: PREMIUM - Rua Apinajés, 1718 - Sumaré - 01258-000 - São Paulo - SP - 11 2574-8303.