• Vinotícias - Marcio Oliveira

HERMITAGE MARC SORREL TINTO 2011 – RHÔNE NORTE – FRANÇA

A vinícola foi fundada em 1928 por Félix Sorrel, avô de Marc Sorrel, e hoje é comandada por seu filho, Guillaume.

Segundo o guia da Revue du Vin de France (onde tem duas estrelas), seus Hermitages e Crozes-Hermitages, tintos e brancos, são puros, elegantes e longevos. São vinhos de estilo clássico que refletem o máximo de cada safra. Acessíveis desde jovens, envelhecem muito bem, como no caso do Hermitage Le Gréal, produzido a partir de vinhas de mais de 60 anos, um tinto expressivo e muito complexo, com um potencial de guarda de 15 a 20 anos, ou até mais.


Os vinhedos estão situados na Côtes-du-Rhône Norte, à margem esquerda do rio Rhône, com orientação sul, estando abrigado dos ventos frios do norte e criando um microclima de influência mediterrânea. A uva Syrah é a principal variedade da região, e uma das atribuições de sua origem é exatamente Tain l`Hermitage. Nesse terroir, a Syrah produz vinhos de grande expressão aromática e estrutura muito equilibrada, além de uma evolução lenta que lhes confere grande valorização.


Nem um único barril de carvalho novo pode ser encontrado nas adegas de Sorrel, que ficam na rua principal de Tain l'Hermitage, no norte do Rhône. Sua única concessão ao modernismo é seu porão com ar-condicionado. A produção é pequena, com 1.000 caixas de vinhos brancos e tintos Hermitage, e o restante Crozes-Hermitage.


Marc Sorrel assumiu a maior parte do negócio de vinhos da família de seu pai em 1982, sem grandes resultados. Ele se recuperou, no entanto, com sua próxima safra e tem evoluído desde então e agora é considerado um dos melhores produtores de Hermitage de estilo tradicional.


A sua técnica de vinificação é claramente não intervencionista - raramente desengaça, não usa carvalho novo e os seus vinhos são muitas vezes envelhecidos até dois anos antes do engarrafamento. Esta abordagem tradicional dá um estilo de Hermitage que é cheio, bem estruturado e muito duradouro.


● Corte de uvas: No Rhône Norte os vinhos tintos são feitos com 100% de Syrah, como é o caso deste Hermitage. Passou 16 meses de envelhecimento em barricas novas de carvalho francês. Vinhedos com mais de 30 anos de idade no maciço dos Plantiers (abaixo do maciço Les Greffieux) e no maciço dos Bessards. Maturado em barricas por 18 a 22 meses.


● Notas de Degustação: Vinho com borda grená, e ainda com rubi no maior volume do bojo da taça. No nariz aparecem as notas de amoras e ameixa madura, em seguida aparece o cravo da índia, o couro e defumado e aos poucos os toques de especiarias doces como a baunilha, chocolate amargo, tabaco e café. No paladar, o vinho mostra taninos macios e toque de carvalho criando um conjunto elegante, gostoso de ser provado. É um vinho equilibrado, de excelente persistência, onde os sabores das frutas escuras, final de boca de grande complexidade ficam evidentes. Um vinhaço encorpado, com taninos macios, boa acidez e bem equilibrado.


● Estimativa de Guarda: apesar de estar pronto para ser bebido, há indicações que a janela para abrir a garrafa é entre 11 e 15 anos. Os vinhos de Marc Sorrel são conhecidos por sua longevidade que pode atingir 3 décadas.


Notas de Harmonização: Acompanhou um gostoso Cassoulet (típico da região), preparado pela Marina Franchini. Vai muito bem com carnes vermelhas grelhadas ou assadas, galinha d´angola, carnes de caça, costeleta de cordeiro ao molho de ervas, ossobuco com polenta cremosa.


Serviço: servir entre 16 e 17ºC (Beba numa taça grande de Bordeaux). Vale a pena decantar.


Faixa de Preço – $$$$$


Em BH: PREMIUM - Rua Estevão Pinto, 351 - Serra - 30220-060 - Belo Horizonte - MG - 31 3282-1588 I Em SP: PREMIUM - Rua Apinajés, 1718 - Sumaré - 01258-000 - São Paulo - SP - 11 2574-8303.