top of page
  • Foto do escritorVinotícias - Marcio Oliveira

LA BERNARDINE CHATEAUNEUF-DU-PAPE 2019 M. CHAPOUTIER – RHÔNE SUL - FRANÇA

Chateauneuf-du-Pape é de longe o vinho mais lembrado e emblemático no Rhône. M. Chapoutier é um dos maiores nome do Vale do Rhône. A história da família Chapoutier remonta ao início do século XIX, quando o bisavô do atual proprietário, Michel Chapoutier Marius, comprou a propriedade e algumas vinhas na famosa aldeia de Tain l’Hermitage, no norte do Vale do Rhône.

Marius Chapoutier fez história na região, quando se tornou o primeiro produtor que vinificava seu próprio fruto. Marius tinha provado outros vinhos de outros produtores elaborados com as suas uvas e percebeu que algo estava “perdido” na tradução, ele sabia que possuía alguns dos melhores vinhedos da região e acreditada que as uvas lá cultivadas poderiam produzir vinhos de classe mundial e com excelente capacidade de envelhecimento. Seu neto, Michel Chapoutier, é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores enólogos da França, eleito diversas vezes como "enólogo do ano" pela Revue du Vin de France.


Ele deu uma nova dimensão aos vinhos da região, quando assumiu o comando da M. Chapoutier em 1990, atingindo a perfeição nas diversas denominações do norte e do sul. De opiniões controversas e dono de um virtuosismo moderno, Michel é adepto da viticultura biodinâmica e da agricultura orgânica.


Seus vinhos impecáveis e elegantes, como Hermitage, Côte Rôtie, St. Joseph, Cornas e Châteaneuf são referências para a região. Michel Chapoutier costuma receber notas altíssimas da imprensa especializada, acumulando a inacreditável marca de trinta e uma notas 100 de Robert Parker. Nada menos do que setenta e três rótulos Chapoutier pontuaram com 95 pontos ou mais na revista Wine Spectator. Seu Côtes-du-Rhône Belleruche é considerado um dos melhores vinhos de toda a denominação, com uma excepcional relação entre qualidade e preço. Essa ótima interpretação de Chapoutier para um vinho histórico a partir de vinhedos localizados em terrenos típicos da apelação CdP com um solo coberto de pedras chamadas "cailloux roulés", “pedras roladas”, as famosas “gallets” da denominação.


A colheita das uvas é feita manualmente com uma seleção exclusiva das melhores uvas. Na vinificação, para proteger a Grenache, muita sensível, a fermentação (entre 15 dias e 3 semanas) acontece em cubas de concreto com controle das temperaturas.


● Corte de uvas: Corte com Grenache predominando sobre pequena parcela de Syrah e Mourvèdre, Maturado em pipa de carvalho Demi-Muids e cuba de cimento por 12 até 15 meses.


● Notas de Degustação: Vinho com cor rubi de boa intensidade. A bela cor, característica de um Grenache de baixos rendimentos, e o complexo bouquet oferecem uma prévia da deliciosa sensação de boca que esse vinho proporciona. No nariz predominam os aromas de frutas como groselha, ameixa, cereja, canela e café torrado. Um vinho elegante, com taninos finos e macios e um final longo, prazeroso e persistente. misturados com terrosos, mostrando grande complexidade. Um vinho equilibrado e gastronômico.


● Estimativa de Guarda: pronto para ser bebido, com ótimo potencial de guarda, podendo envelhecer por até quinze anos!


● Reconhecimentos: 93WS


Notas de Harmonização: vai muito bem com queijos maduros e carnes assadas ou grelhadas em geral. Acompanhou muito bem um Lombo de Porco com batatas assadas com molho de mostarda.


Serviço: servir entre 15 e 16ºC (Beba numa taça grande de Bordeaux).


Faixa de Preço – $$$$$


Em BH – WORLD WINELoja Pátio Savassi - Av. do Contorno, 6061 - Piso L2 - Loja 221/222 - São Pedro - Tel. 31 3889-9405/9407.

Comments


bottom of page