top of page
  • Foto do escritorVinotícias - Marcio Oliveira

VACQUEYRAS LES CHRISTINS FAMILLE PERRIN 2018 – RHÔNE - FRANÇA

A família Perrin é famosa por seus rótulos do Château de Beaucastel e pela genialidade na arte de combinar seus vinhos para chegar a um corte perfeito. Possui hoje alguns dos melhores vinhedos do Rhône Sul e é responsável pela elaboração de “um dos maiores e mais distintos vinhos do Vale do Rhône”, nas palavras de Robert Parker. Seus vinhos são elaborados com todo o cuidado, utilizando técnicas orgânicas no cultivo de suas parreiras, para expressar ao máximo as características de seus terroirs.

O Vacqueyras Les Christins da Famille Perrin é um dos maiores achados do sul do Rhône. A estrutura e os aromas lembram um pouco os vinhos de Châteauneuf-du-Pape, combinados a um interessante toque terroso. Este tinto é elaborado com grande maioria da uva Grenache e 25% de Syrah. Rico, cheio de notas de frutas e especiarias, é uma deliciosa alternativa aos celebrados vinhos de Châteauneuf-du-Pape.


Uvas provenientes de vinhedos localizado ao sul do Dentelles de Montmirail, no Rhône. Vinhedo plantado em solo pedregosos em solos argilosos e arenosos. Colheita manual. Fermentação alcoólica em cubas de aço inox bastante longa e a extração é feita por funcionamento manual. Após fermentação malolática os vinhos seguem para envelhecimento em foudres e barricas.


A safra 2018 foi caracterizada por condições climáticas excepcionais. A floração decorreu nas melhores condições possíveis, com uma produção de uvas historicamente abundante. Alguns episódios de chuva no final da primavera complicaram um pouco as coisas com um ataque de míldio, mas o bom tempo se acalmou até a colheita, que ocorreu em condições idílicas. Os vinhos são muito bons.


● Corte de uvas: Grenache (75%) e Syrah (25%). Estagia 12 meses em foudres e barricas de carvalho.


● Notas de Degustação: Vinho com cor rubi intensa, ainda púrpura com reflexos violáceos. No nariz é complexo, com intensas notas de frutas negras como ameixas e amoras, toques vegetais “de guarrigue” e de especiarias, além de toques tostados e chocolate provenientes do estágio em carvalho. Em boca é encorpado e muito fresco, com taninos redondos e macios. Em boca a nota vegetal tem um toque mentolado. O fim de boca é longo e muito gostoso, convidando ao segundo gole.


● Estimativa de Guarda: está pronto para ser bebido, e aguenta até 2028 (a vinícola sugere até 10 anos de guarda).


● Reconhecimentos de Críticos: 90WS I 92 ANTONIO GALLONI


Notas de Harmonização: Como um vinho similar ao Chateauneuf-du-Pape, vai muito bem com carnes vermelhas grelhadas ou assadas, galinha d´angola, carnes de caça, costeleta de cordeiro ao molho de ervas, escalope de mignon, queijos curados.


Serviço: servir entre 16 e 17ºC (Beba numa taça grande de Bordeaux). Vale a pena decantar.


Faixa de Preço – $$$$


Em BH: MISTRAL - Rua Cláudio Manoel, 723 - Savassi - BH. Tel.: (31) 3115-2100

Comments


bottom of page