top of page
  • Foto do escritorVinotícias - Marcio Oliveira

ALMA GERAIS SAUVIGNON BLANC 2022 – SUL DE MINAS – MINAS GERAIS – BRASIL

Um dos 54 projetos em desenvolvimento usando a técnica de poda invertida e plena produção de vinhos em Minas Gerais é o Alma Gerais, com duas áreas de vinhedos, uma no distrito de Macaia em Bom Sucesso (a 30 minutos de Lavras, no Sul de Minas), com quatro hectares de vinhedos plantados dentro do condomínio Vivert Reserva da Mata (com previsão de chegar a 10,5 hectares), e outra em São Gonçalo do Sapucaí, com mais 6 hectares de vinhas em uma área de maior altitude.


A Alma Gerais é uma das primeiras vinícolas do Brasil dentro de um condomínio residencial. A proposta inovadora é aliar bem-estar e qualidade de vida dos moradores com o cultivo das uvas e a produção de vinhos por seus associados, que terão a oportunidade de acompanhar e fazer parte de todo o processo.


No Condomínio Vivert, localizado nas margens da represa do Funil, navegável e que possibilita vários esportes aquáticos, os empresários e irmãos Alessandro Rios e Antônio Júnior estão construindo uma Enovila, na qual a proposta é de cada proprietário ter o direito a utilizar uma casa por uma semana a cada quatro meses e, assim, acompanhar as diversas etapas de desenvolvimento do vinhedo (vivenciando as podas, a floração e colheita das uvas) e a própria elaboração do vinho que terá seu próprio rótulo. Agora, o sonho de qualquer amante de vinhos de ter um vinhedo e fazer seu próprio produto já é possível.


O projeto conta com consultores de peso, como Murillo Albuquerque Regina (pesquisador que criou a poda invertida), Mario Geisse (grande produtor no Chile e na Serra Gaúcha), Rene Vasquez, e o enólogo residente Thiago Sfreddo Hunoff. Este vinho foi vinificado por Isabela Peregrino, a enóloga mais premiada no universo dos vinhos de colheita de inverno, acumulando 131 medalhas nacionais e internacionais.


Composição de Uvas: 100% Sauvignon Blanc. Passagem por 6 meses em tanques de inox.


Notas de Degustação: Cor amarela palha, mostrando a jovialidade do vinho. Aromas de maracujá azedo, toque herbáceo e mineral. Em boca é intenso, com ótima acidez, refrescante e de boa persistência. Vinho criado a partir de videiras ainda jovens, mostra o grande potencial do projeto.


Estimativa de Guarda: pronto para ser bebido, mas poderá evoluir por mais 2 anos em guarda


Notas de Harmonização: vai muito bem com mariscos, crustáceos, frutos do mar, peixes e carnes brancas. Acompanhou muito bem um ceviche de coco, preparado pela Chef Carol Machado no Espaço Altíssimo.


Serviço: servir entre 7 e 8ºC (Beba numa taça grande de Bordeaux).


Faixa de Preço – ainda não está no Mercado.


PARA PROVAR – Em breve poderá ser provado na Feira de Vinhos Mineiros a ser realizado na CASA DO PORTO BH em 29/06.

コメント


bottom of page