• Vinotícias - Marcio Oliveira

TESTARDI SYRAH 2017 – VALE DO SÃO FRANCISCO – CASA NOVA/BAHIA - BRASIL

O termo italiano “Testardi” significa teimoso, remetendo à obstinação e persistência desta casta cultivada em um local inóspito que resultou em um grande vinho da Miolo. A Syrah dá origem a vinhos potentes e de caráter único. Produzido com uvas selecionadas de forma manual, este vinho possui alto potencial de envelhecimento e apresenta um sabor diferenciado.

Num curto espaço de tempo, a Vinícola Miolo cresceu e consolidou-se no mercado brasileiro de vinhos finos. Embora a família trabalhe na viticultura desde 1897, partiu para a produção comercial de vinhos somente em 1990. Colheita manual; Desengace manual, sem esmagamento das bagas; Maceração a frio, a 8°C, por 5 dias; Fermentação alcoólica de 15 dias, a 22-24°C, passando por barricas novas de carvalho francês; Cuvaison de 30 dias, média; Fermentação malolática espontânea na própria barrica e em presença das cascas; Vinho prensa misturado ao vinho flor; Estágio em barricas de carvalho francês por 12 meses; Filtração grosseira para melhor preservar as suas características do vinho.


● Corte de uvas: 100% Syrah.


● Notas de Degustação: Vinho tinto de cor rubi violáceo. O primeiro aroma que veio ao nariz foi de caldo de cana, melaço, e depois de frutas escuras maduras (ameixa) e especiarias como gengibre, noz-moscada, e toque defumado. O paladar estruturado repetiu o nariz do vinho, com muita fruta madura (talvez até mesmo cozida), taninos macios, acidez média, equilibrado e persistente, com médio corpo. 14,5% de Álcool.


● Estimativa de Guarda: potencial de guarda é de 10 anos.


Reconhecimentos de Críticos e Revistas Especializadas: Vencedor da Categoria Tinto Nacional do Concurso Top Ten da Expovinis 2012. 90 Pontos (safra 2016): Catad'Or Wine Awards 2019. 89 pontos (safra 2015): Guia Descorchados 2018. Medalha de Bronze (safra 2012): Syrah du Monde, na França.


Notas de Harmonização: Fez parte de uma Confraria na qual degustamos Vinhos Brasileiros com origens fora da Serra Gaúcha. É um vinho que harmoniza bem com queijos, frios e outras entradas. Fraldinha recheada com parmesão e bacon, estrogonofe de filé-mignon, talharim com legumes e creme de queijo, risoto de presunto Parma, caldinho de mandioca com pernil, lombo recheado com figos e manjericão. Um vinho muito versátil e fácil de beber.


Serviço: servir entre 16 e 18ºC (Beba numa taça grande de Bordeaux). Vale a pena decantar por 20 a 30 minutos.


Faixa de Preço – $$$


Em BH – Degustado numa Confraria comparando Vinhos Brasileiros de Diversas Origens.