• Vinotícias

ROCHIOLI PINOT NOIR RUSSIAN RIVER VALLEY 1998 - CALIFÓRNIA – ESTADOS UNIDOS


A história desta vinícola começa em 1911 quando Joe Rocchioli emigrou de Lucca, na Itália, para a América junto com seus filho Michele e Menichina Rocchioli (eles mais tarde abandonaram o segundo “c”). Chegaram em Nova York, atravessaram o país e se estabeleceram no norte da Califórnia. Em 1920 Joe tornou-se o capataz do rancho, mas conservava a ideia de ter sua própria terra. Em meados de 1950 Joe conseguiu comprar uma propriedade de 125 acres chamada Fenton Acres, berço dos vinhedos Rochioli. Naquela época, produziam uvas, feijões e ameixas e os Rochioli começaram, a produzir o popular “vinho de garrafão”, misturando uvas como a francêsa Colombard, da Borgonha com a Valdeguié (conhecida como a Gamay do Napa).

Em 1959 plantaram Cabernet Sauvignon e Sauvignon Blanc. O Cabernet não se desenvolveu bem e foi arrancado na década de 1970. A Sauvignon Blanc virou uma uva de alta qualidade, e hoje, essas mesmas videiras ainda estão em produção e são consideradas algumas das videiras de Sauvignon Blanc mais antigas da Califórnia.

Em 1968 o filho Joe Junior começou a plantar finos clones de Pinot Noir da França. Esta foi uma decisão notável, por conta do seu conhecimento dos solos e os microclimas do Russian Valley, e após o sucesso Pinot Noir, resolveu plantar Chardonnay. Em 1987, lançaram primeiro Rochioli Pinot Noir de 1985 e encabeçaram a lista dos melhores Pinot Noir da reconhecida Wine Spectator.

Este Pinot Noir Estate tem um equilíbrio notável, que vem exatamente da mistura das várias parcelas de vinhas diferentes. O vinho possui a tipicidade dos Rochioli e o charme clássico dos vinhos do Russian Valley, com notas de cereja madura e aromas de especiarias. Envelhecido em carvalho francês por 15 meses, este vinho exibe um acabamento elegante, textura sedosa, com uma estrutura firme e equilibrada.

Notas de Degustação: Cor rubi com halos granadas, com levíssimo sinal de evolução – afinal estava guardado há 19 anos. Os aromas foram se abrindo aos pouco depois da decantação, mostrando notas de frutas maduras como framboesa, cereja, ameixas, pétalas de rosa, especiarias como pimenta e baunilha, tabaco e leve balsâmico, num vinho que surpreendeu pela grande complexidade. O paladar sedoso mostrou-se como um reflexo dos aromas, com taninos macios. Um vinho muito equilibrado e prazeroso.

Guarda: Já está pronto.

Notas de Harmonização: O vinho vai muito bem com carnes assadas e suculentas, carnes de caça, cordeiro e fez ótimo par com um filé a 8 ervas com soufle de gruyere no Taste Vin.

Temperatura de Serviço: 15 a 17ºC

Onde comprar: Este vinho veio da Adega de um Amigo. Não tenho conhecimento que seja vendido no Brasil.

#pinotnoir #Califórnia #eua

10 visualizações
O que é o VINOTÍCIAS...

O VINOTÍCIAS foi criado por Márcio Oliveira, com o intuito de disponibilizar em um único espaço dicas de vinho, enogastronomia, eventos, roteiros de viagens e promoções. Inicialmente era disponibilizado na forma de uma newsletter para alunos, ex-alunos e amantes do vinho, com o crescimento do mercado e o amadurecimento do projeto a necessidade de um espaço maior para tantas informações se fez necessário e assim surgiu o blog e o site.

  • w-facebook
  • White Instagram Icon

© 2017 Vinotícias. Criado por Action Digital Midia

Belo Horizonte | Minas Gerais