• Márcio Oliveira

POR QUE O AMARONE CUSTA O QUE CUSTA?


Os Amarones são, de fato, alguns dos vinhos mais caros que se encontram nas prateleiras dos lojistas especializados, mas a riqueza deste vinho tão bem estruturado ainda é pouca conhecida dos consumidores de Cabernets e outros grandes tintos.

Conhecendo o processo único usado para produzir este vinho, às vezes me pergunto como os produtores da Amarone ganham algum dinheiro. Em primeiro lugar, para produzir um Amarone de qualidade como qualquer vinho ultra premium, é preciso ter acesso a uvas de qualidade superior.

Todas as uvas destinadas à produção de Amarone devem ser escolhidas à mão e a colheita selecionada no vinhedo deve ser rigorosa. Não só os cachos individuais selecionados devem mostrar um amadurecimento correto, mas devem ser cuidadosamente escolhidos para ter bagas não muito próximas umas das outras, permitindo um bom fluxo de ar uniforme durante o apassimento ou processo de secagem dos cachos. Este processo todo, como se pode imaginar, é altamente intensivo em mão-de-obra e requer uma mão treinada e confiável. E o processo único e meticuloso de Amarone está apenas começando.

Por um período mínimo de 120 dias, o cacho de uva é colocado em uma instalação especialmente preparada chamada "fruttai", cuja necessidade e investimento são exclusivos da produção da Amarone. Aqui, a uva é deixada para secar e secar em cestas especialmente projetadas que permitem que o fluxo de ar passe entre os cachos. As cestas devem ser regularmente reorganizadas manualmente para permitir a inspeção durante o processo de secagem, removendo frutas estragadas, apodrecidas ou danificadas de outra forma.

Mais uma vez, é necessária uma mão de obra especialmente treinada para garantir que a fruta seca de forma uniforme e não esteja exposta à deterioração. Durante este processo, o fruto perde cerca de 40% do suco. Para fazer uma garrafa de vinho em uma adega normal, normalmente seria necessário cerca de 1 a 1,2 kg de uva; mas para fazer Amarone, por conta da perda do suco neste processo são necessários 2 a 2,5 kg de frutas perfeitas. Este é um suco que outras vinícolas em outras regiões do mundo poderiam prensar para produzir e lucrar.

Este método também coloca os produtores de Amarone 3 a 4 meses em atraso para chegar ao mercado, quando comparados as outras vinícolas em termos de prazos de produção e isso também acumula custos adicionais. Adicione a este processo os custos habituais envolvidos no amadurecimento do vinho, nos caros barris de carvalho, no transporte, nos impostos, no marketing, nas relações comerciais e nas margens do importador e do distribuidor e então você começa a imaginar porque Amarone é tão caro!

Mas francamente, por outro lado, a gente começa a pensar porque os outros vinhos custam tanto!

#amarone

88 visualizações
O que é o VINOTÍCIAS...

O VINOTÍCIAS foi criado por Márcio Oliveira, com o intuito de disponibilizar em um único espaço dicas de vinho, enogastronomia, eventos, roteiros de viagens e promoções. Inicialmente era disponibilizado na forma de uma newsletter para alunos, ex-alunos e amantes do vinho, com o crescimento do mercado e o amadurecimento do projeto a necessidade de um espaço maior para tantas informações se fez necessário e assim surgiu o blog e o site.

  • w-facebook
  • White Instagram Icon

© 2017 Vinotícias. Criado por Action Digital Midia

Belo Horizonte | Minas Gerais