• Marcio Oliveira - Vinoticias

“DESCOMPLICANDO OS VINHOS DE SAUVIGNON BLANC”

Continuando nossa série de artigos comentando alguns dos principais vinhos brancos de forma simples e direta, agora é chegada a hora dos vinhos da casta Sauvignon Blanc. Para beber vinhos, o melhor é descomplicar...

Quando se trata de vinho branco, as duas variedades que tendem a liderar as listas da maioria dos amantes de vinho são Chardonnay e Sauvignon Blanc. Esta dupla dinâmica, sem dúvida, merece muito atenção e não é à toa que começamos falando sobre elas, e como cada vinho oferece suas próprias distintas características. Enquanto a Chardonnay é mais conhecida por sua complexidade amanteigada de carvalho, a Sauvignon Blanc desperta os sentidos com seus aromas brilhantes e sabores cítricos e herbáceos crocantes.

Há muito mais no Sauvignon Blanc do que seu status de vinho branco seco popular. A Sauvignon Blanc é uma variedade de uva branca de casca verde do Vale do Loire e Bordeaux, na França. Batizada com o nome das palavras francesas para "selvagem" (sauvage) e "branca" (blanc), esta uva de vinho muito popular gosta de climas mais frios, o que evita que ela se torne muito doce e mantém intacta a acidez picante, sua marca registrada.


Junto com a Cabernet Franc, a Sauvignon Blanc é a uva-mãe da Cabernet Sauvignon, o vinho tinto mais popular do mundo. Além de sua terra natal na França, as uvas Sauvignon Blanc são cultivadas em outras regiões vinícolas do Velho Mundo - incluindo Itália, Áustria e Hungria - bem como em todo o Novo Mundo, incluindo Califórnia (principalmente Napa Valley e Sonoma), Nova Zelândia (Marlborough), Austrália (Adelaide Hills e Margaret River), África do Sul (Stellenbosch) e Chile (Casablanca).


A uva é conhecida sob os nomes de Sauvignon Bianco: Itália; Fumé Blanc nos Estados Unidos (a palavra "fumé" significa "fumaça" em francês, e o apelido foi cunhado pelo enólogo americano Robert Mondavi nos anos 60) e ainda Muskat-Silvaner na Áustria.


Em geral, os vinhos da Sauvignon Blanc têm níveis de álcool baixos a moderados, variando de 12,5 a 14% de álcool por volume (ABV). Como todos os outros vinhos, as uvas Sauvignon Blanc são colhidas, prensadas e depois fermentadas para produzir álcool. Se o enólogo interromper o processo de fermentação antes de terminar, haverá mais açúcar residual e, portanto, um vinho será mais doce. No entanto, a maioria dos Sauvignon Blanc é produzida no estilo seco, o que significa que possui menor teor de açúcar.


A forma como o vinho é envelhecido também faz a diferença no sabor. Enquanto a maioria dos Sauvignon Blanc é envelhecido em tanques de aço inoxidável (dando-lhe aquela característica frutada), você pode encontrar algumas versões que são envelhecidas em barris de carvalho – particularmente as da variedade Fumé Blanc. Naturalmente, esses estilos de carvalho conferem notas mais especiadas (pense em baunilha ou cravo) que vêm da madeira.


Embora seja uma casta bem conhecida, a Sauvignon Blanc também é popular quando misturada com outras uvas brancas. Para criar o vinho branco em Bordeaux, é comum misturá-la com Semillon e Muscadelle em versões doces ou secas. Também é misturada com as mesmas uvas para produzir os vinhos de sobremesa Sauternes – só que neste caso, as uvas são afetadas pela podridão nobre para criar uma doçura intensa.


Algumas pessoas confundem Sancerre como sendo a mesma coisa que Sauvignon Blanc, e a confusão é compreensível. Sancerre é uma região vinícola no Vale do Loire, na França, onde seus vinhos brancos homônimos são feitos exclusivamente de uvas Sauvignon Blanc. Aliás, Sancerre e Fumé Blanc são dois estilos de Sauvignon Blanc imitados em todo mundo do vinho.


Na maioria das vezes, você pode contar com o Sauvignon Blanc como um vinho seco de corpo médio, o que significa que ele parecerá com algum peso e sem doçura. Além disso, talvez seja mais conhecido por sua acidez pronunciada, então não se surpreenda se fizer sua boca franzir um pouco.


Algumas das notas de degustação mais comuns de Sauvignon Blanc incluem sabores de frutas como pêssego branco, toranja, limão, pêra, maracujá e outras frutas tropicais. Notas herbáceas de grama cortada, capim-limão e estragão ou notas picantes de pimentão verde, pimenta jalapeño, baunilha, noz-moscada e cravo também são comuns.


Toques terrosos e minerais, como pedra molhada e giz (às vezes descrito como sílex, que se refere à rocha de pederneira que se forma no giz) também podem aparecer em seus vinhos.

O vinho da Sauvignon Blanc é bastante expressivo de terroir, portanto vale a pena prestar atenção a detalhes como onde o vinho foi produzido, como foi maturado (em barricas de carvalho ou não) e se é um blend ou vinho varietal. Como acontece com qualquer vinho, cada um desses elementos desempenha um papel no sabor do produto acabado.


♦ HARMONIZAÇÕES E SERVIÇO - Como todos os vinhos brancos, o Sauvignon Blanc é melhor servido gelado. Se você o servir muito quente, o álcool ficará muito forte, fazendo com que a acidez fique maçante. Se você servir muito frio, esses aromas e sabores vibrantes irão desaparecer rapidamente.

Para melhores resultados, sirva entre 8 e 10 graus Celsius. Se você estiver bebendo um vinho maturado em barrica de carvalho, pode servir a 10 graus. Uma dica para obter a temperatura ideal, é colocá-lo na geladeira duas horas antes de servir, mas se você estiver com pouco tempo, pode colocar sua garrafa de vinho em um balde de gelo com álcool, sal e um pouco de água por cerca de meia hora a 45 minutos.


O Sauvignon Blanc é considerado um dos melhores vinhos para harmonização de alimentos, especialmente quando se trata de frutos do mar – mariscos, ostras, linguado e outros peixes brancos são as melhores opções. Junto com o Riesling seco, é um daqueles vinhos que combinam perfeitamente com o sushi.


Algumas das melhores combinações de queijo para Sauvignon Blanc são seleções frescas e jovens, como queijo feta, ricota, queijo de cabra, mascarpone e muçarela.


Este vinho branco picante também funciona muito bem com carnes brancas, incluindo frango e porco. Quanto aos vegetais, pense verde. As notas herbáceas do vinho pontuam tudo, desde saladas frescas a aspargos grelhados ou salteados, abobrinha e feijão verde – ainda melhor se você colocar algumas ervas frescas. Sauvignon Blanc também fica ótimo com frutas cítricas e tropicais, como mamão, maracujá ou manga.


Para aproveitar ao máximo o seu Sauvignon Bianco, considere beber em uma taça com um bojo de bom volume e haste longa. Isso não apenas manterá os aromas do vinho intactos, mas também impedirá que suas mãos aqueçam sua bebida. Uma taça de vinho branco padrão servirá muito bem.


Com seu sabor herbáceo e refrescante, não é de admirar que o Sauvignon Blanc seja um dos vinhos brancos mais populares do mundo. E embora seja mais conhecido como uma sensação seca, não é incomum encontrar versões maturadas em carvalho com um toque mais picante!!!


Saúde!!! Aproveite para comentar se gostou ou não!!! (Este artigo está baseado em material disponível na internet, e minhas considerações e pesquisas).