• Marcio Oliveira - Vinoticias

“MENU PARA SEMANA SANTA E SEUS VINHOS”

Semana Santa chegando, e a família espera por um almoço de confraternização, possível agora depois de um grande período em que as aglomerações familiares estavam fora de cogitação.

A grande expectativa, portanto, fica por conta do Menu e os Vinhos da Harmonização. Então, vamos aproveitar e dar dicas neste artigo para você pensar no tema e poder escolher os seus vinhos, fugindo um pouco do óbvio: não falaremos de bacalhau!


Quando se trata de planejar um menu de Páscoa, pense em algum alimento que seja fresco e sazonal, fácil de fazer porque ninguém vai querer ficar na cozinha muito tempo e não aproveitar da presença dos amigos. Como o salmão e o presunto são populares em muitas mesas de Páscoa, pensei em mudar as sugestões para este ano.


Páscoa é tempo de reunir a família e os amigos! O segredo para manter todos felizes? Comidas e bebidas. Um coquetel exclusivo servido bem geladinho para receber todos sempre será bem-vindo. Podemos criar uma Salada de Batatas e Ervilhas para uma primeira entrada. Depois podemos pensar num Salmão Grelhado para variar (e que é mais fácil de grelhar do que você imagina!), servido com Cenouras Assadas com Molho de Chimichurri.


Embora os acompanhamentos apresentem sabores extravagantes e pareçam quase bons demais para comer, a verdade é que eles são simples de preparar. E para quem não quiser o Salmão, haverá a opção do Presunto. Por último, uma sobremesa espetacular para um “grand finale” adequado.


♦ O COQUETEL DE RECEPÇÃO - Pouco antes da chegada dos convidados, prepare um Clericot – Clericot é um coquetel perfeito para ser consumido no verão, ou num dia de muito calor. Uma espécie de ponche, ele leva frutas frescas e, claro, um bom vinho branco, rosé ou espumante.


Na receita original, acrescenta-se uma dose de licor de laranja também. Mas você pode fazer da maneira que achar melhor. Colocando água tônica (eu particularmente uso Citrus ou Soda Limonada), cherry brandy, água com gás, conhaque e o que mais sua imaginação permitir.


A versão clássica do Clericot foi criada na França, no século XIX, e é feita com suco de limão, xerez, brandy e soda limonada, além do vinho e das frutas. Da França, a bebida foi para a Argentina e lá se consagrou como um dos drinks mais deliciosos compostos por vinho.

O Clericot, além de ficar lindíssimo em uma jarra transparente, combina muito com pratos leves, como saladas. Você pode escolher suas frutas preferidas, e vale variar nas cores e sabores para ficar bem colorido e gostoso. Prefira vinhos brancos leves, que não passam por barricas, rosés refrescantes e espumantes são os ideais.


♦ UMA SALADA DIFERENTE –

Prepare sua salada de batata com ervilhas e acrescente alguns toques de sabor. Cozinhe a batatas (o ideal seriam aquelas pequeninas) em água e sal e quanto estiverem cozidas, corte ao meio e acrescente um molho cremoso a base de queijo e creme de leite, enquanto ainda estão quentes. Isto é um ótimo truque para dar sabor às batatas, em vez de deixar o tempero apenas do lado de fora. Quando esfriar, adicione as ervilhas, pedacinhos de peras, bacon cortado em cubinhos refogados numa frigideira, nozes e amêndoas e folhinhas de hortelã. Sirva sobre um leito de folhas verdes de alface de vários tipos e rúculas.


Molho de Queijo Parmesão e Creme de Leite - Com apenas 4 ingredientes este molho de queijo é muito fácil de fazer. Numa panela, em fogo médio, aqueça 2 xícaras de chá de creme de leite fresco. Quando estiver quase fervendo junte 1 xícara e meia de chá de queijo parmesão ralado no ralo fino (150 gramas), alecrim picado e pimenta-do-reino moída a gosto e mexa sempre até encorpar um pouco. Muito fácil...


♦ SALMÃO GRELHADO COM ENDRO (Dill ou Funcho ou Erva-Doce) CENOURAS ASSADAS E CHIMICHURRI –

Para o Salmão “pegar” mais o tempero, faça uma marinada do seu tempero preferido e passe sobre o salmão, deixando na geladeira por uma noite (ou pelo menos cerca de 12 horas. Acenda o forno, deixe pré-aquecer e coloque o Salmão sobre um tabuleiro antiaderente. Verta a marinada por cima do Salmão. Cubra tudo com uma folha de papel alumínio e leve ao forno. Não há necessidade de virar o peixe; basta cobrir e estará cozido à perfeição em cerca de 25 minutos (dependerá um pouco do tamanho do Salmão) com o forno numa temperatura entre 180 e 200ºC. Tire o papel alumínio e deixe corar por mais 5 minutos.




♦ CENOURAS ASSADAS COM CHIMICHURRI - Super doces e versáteis, as cenouras baby são um acompanhamento perfeito para este Salmão é para o Presunto. SE não tiver cenouras baby, use cenouras comuns. Procure as cenouras com o topo verde bonito e, como são tão tenras, não perca tempo descascando-as; apenas esfregue-os suavemente para limpá-las. Cozinhe as cenouras até ficarem douradas, tire fora a água do cozimento e caramelize as cenouras com um pouco de açúcar, o que enfatiza sua doçura natural. Sirva com um molho generoso de chimichurri herbáceo de inspiração argentina. Essas cenouras são tão deliciosas servidas em temperatura ambiente quanto quentes. Podem acompanhar tanto o Salmão quanto o Presunto.


♦ PRESUNTO COM MOLHO DE FRUTAS AMARELAS - Ao servir uma refeição, é sempre bom ter dois pratos principais para capturar as preferências de carne (ou falta de carne) de todos. A nossa receita para o Presunto é fácil de ser feita. Comece preparando seu presunto (ou tender) retirando-o da embalagem e fazendo cortes quadriculares nele, com uma faca. Isso ajuda o tender a ficar mais tenro e absorver o molho. Há quem goste de espetar cravinhos da Índia nas junções dos cortes e reserve. Prepare o molho do tender misturando em uma tigela o mel, a mostarda e o molho barbecue. Acomode o tender numa assadeira, pincele nele a manteiga e verta o molho preparado anteriormente. Embrulhe em papel alumínio e leve o tender a assar no forno pré-aquecido a 200ºC durante 1h. Passado esse tempo retire o papel alumínio e deixe o tender assando mais 15 a 30 minutos, para dourar, regando-o de vez em quando com o molho. Quando o tender estiver pronto coloque-o em um prato de servir, decore com frutas amarelas como pedaços de damasco e passas amarelas. Esta é uma receita agridoce e você pode fazer um molho de damasco (por exemplo) para acompanhar esse presunto. O primeiro passo desta receita de molho de damasco é cortar os damascos em pedaços e colocar hidratando numa tigela com a água ou o vinho, durante 10-15 minutos. Derreta a manteiga numa panela em fogo médio e acrescente os damascos escorridos e a maisena dissolvida na água ou vinho em que estiveram hidratando. Mexa o preparado de vez em quando, até se formar uma calda. Nesse momento bata no liquidificador junto com o mel, de forma a obter um creme de damasco. Tempere o molho de damasco a gosto com sal e um toque de pimenta do reino e sirva junto com o presunto.


♦ GELADO DE FRUTAS – Uma dica refrescante, saborosa e mais leve. Ótima opção para fugir do chocolate que fatalmente estará presente nos ovos de Páscoa e outros quitutes desta época. Começamos com iogurte batido no liquidificador com algumas frutas de sua preferência até dar consistência de sorvete. Coloque frutas picadas (como morangos, ameixas, uvas, mangas) no fundo de taças de sorvete. Sirva o iogurte batido sobre elas e mantenha na geladeira até a hora de servir quando então coloque um fio de Vinho do Porto Tawny ou Ruby sobre a taça. Fácil de fazer e com certeza vai encantar!


♦ E OS VINHOS PARA ESTE MENU ? – Bastante versátil, este menu vai muito bem com vinhos brancos, rosés ou tintos leves. Já teremos um vinho branco ou espumante servido no Clericot. Minha sugestão é ter uma ou mais garrafas dele para acompanhar a Salada, e o Salmão. Entretanto, o Salmão pode ser acompanhado por vinhos brancos como um Chardonnay sem passagem na barrica, ou um Rosé mais leve (preferencialmente sem passagem por madeira) e um tinto leve como um Pinot Noir ou Pinotage. No Brasil tem sido frequente o uso de vinhos da uva Gamay nesta época da Páscoa e uma boa sugestão é provar o Miolo Wild Gamay que é o primeiro vinho engarrafado da safra 2022, do clássico estilo francês Beaujolais Nouveau. Possui elaboração natural e com baixa intervenção, a partir de fermentação espontânea com leveduras selvagens, naturais da própria uva Gamay, e não possui adição de sulfitos. Ideal como aperitivo, com muita intensidade aromática de morango, goiaba e maçã caramelada. Um vinho tinto que devido à sua baixa concentração tânica pode acompanhar, saladas, peixes, massas de molhos brandos, pizzas, carnes brancas e queijos de massa mole e semidura, como o ementhal. Para o Presunto, tenha em mente um Tempranillo, um Malbec ou um Syrah que não sejam muito encorpados.


Votos que todos tenham uma Páscoa em família com muita Paz e Harmonia!!!!


Saúde!!! Aproveite para comentar se gostou ou não!!! (Este artigo está baseado em material disponível na internet, e minhas considerações e pesquisas).