• Marcio Oliveira - Vinoticias

“SERÁ QUE O VINHO TE DÁ SONO?”

Alguns amigos que participam das Confrarias que organizo comentam que dormem melhor quando chegam em casa e acreditam que beber vinho tinto antes de dormir parece deixá-los com mais sono. Se o mesmo acontece contigo, saiba que não está sozinho! Esta questão acabou chamando a atenção de cientistas universitários, que decidiram fazer um estudo para descobrir de uma vez por todas o que há no vinho que parece deixar as pessoas com tanto sono.

A uva é um universo surpreendente quando se entende quantos segredos ela guarda. As sementes, a pele (casca) e a polpa das uvas contêm melatonina, um hormônio produzido pela glândula pineal (no cérebro, e sim, parece uma pequena pinha, daí o nome) que controla os seus ciclos de sono. A fermentação, supostamente, aumenta a quantidade de melatonina. Portanto, é lógico que o vinho - branco ou tinto - nos deixasse com sono. Também é lógico que, uma vez que os vinhos tintos têm mais contato com a pele, os níveis de melatonina no vinho tinto seriam mais elevados e, portanto, mais soporíferos.


Isso torna a sua presença no vinho ainda mais reveladora. Isso também levou os pesquisadores a se perguntarem por que o vinho branco não parece ter o mesmo efeito.


Na realidade, tudo tem a ver com a forma como o vinho é feito. Com o vinho tinto, as cascas das uvas permanecem em contato com o mosto na fase de vinificação enquanto, na vinificação dos vinhos brancos, elas em geral são removidas antes da fermentação se completar. Como a melatonina está localizada na própria casca da uva, apenas o vinho tinto acaba tendo uma boa dose do hormônio da hora do sono.


Os pesquisadores também ficaram curiosos sobre por que os diferentes tintos parecem ter um impacto maior em termos de sonolência. Eles descobriram que diferentes variedades de uvas têm diferentes níveis de melatonina.


As uvas Nebbiolo, por exemplo, apresentavam níveis muito elevados do hormônio. Essas uvas são usadas para produzir vinhos Barolo e Barbaresco (nativos do noroeste da Itália). Vinhos mais comuns, como Cabernet Sauvignon e Merlot, também eram ricos em melatonina, enquanto os vinhos feitos com a uva Cabernet Franc (frequentemente usada para misturas de tintos) tinham quantidades relativamente baixas.


♦ VINHO COMO UM AUXILIAR PARA DORMIR MELHOR? - É importante notar, entretanto, que embora o vinho tinto possa ser uma alternativa mais agradável para a suplementação de melatonina para dormir, a qualidade do sono pode ser reduzida devido à natureza alcoólica da bebida. O álcool, seja vinho, cerveja ou licor forte, pode interromper os ciclos de sono, causando mais momentos de vigília e menos tempo gasto em sono profundo.


Há uma ponta de esperança para aqueles que querem beber e dormir bem, no entanto. Basta fazer isso com moderação! Beber apenas um ou dois copos antes de dormir está bem, contanto que você siga algumas dicas.


♦ DICAS PARA BEBER E DORMIR BEM:


- Termine de beber cerca de 3 horas antes de dormir - Dê ao seu corpo tempo para processar o álcool. É difícil dizer exatamente quanto tempo leva para seu corpo metabolizar o álcool, mas a regra geral é 1 hora para uma bebida padrão. Isso significa que, se você tomar três drinques, deve parar pelo menos 3 horas antes da hora planejada de dormir.


- Beba um ou dois copos de água para cada taça de vinho.


- Beba seu vinho acompanhado com comida.


- Limite-se a apenas uma ou duas taças de vinho.


- Vá ao banheiro antes de dormir - Dependendo de quanto você bebe, é provável que você precise fazer xixi novamente durante a noite. Mas se aliviar um pouco antes de dormir pode ganhar algum tempo extra.


- Fique longe de refrigerantes - As bebidas alcoólicas carbonatadas são absorvidas pelo corpo mais rapidamente, o que pode deixá-lo tonto mais rápido e dificultar o sono.


- Ignore as bebidas com cafeína - Nada de Rum e Coca-Cola criando um belo “Cuba-Libre”, se você quiser dormir! As bebidas que contêm álcool e cafeína têm ainda mais probabilidade de mantê-lo acordado. Além disso, o efeito estimulante da cafeína pode fazer você se sentir menos bêbado, então você acaba bebendo mais.


Seguindo essas dicas, você obtém o melhor dos dois mundos e ainda pode beber vinho tinto antes de dormir, mas é importante ressaltar que uma taça de vinho tinto pode conter algo entre 60 e 120 nanogramas (nano significando um bilionésimo) de melatonina. Os comprimidos de melatonina que são receitados para dormir contêm cerca de 10.000 vezes mais. É verdade que todos nós podemos beber mais algumas taças de vinho tinto do que gostaríamos de admitir. Mas provavelmente não bebemos o suficiente para incorrer no tipo de sonolência que uma pílula de melatonina induz.


Então, quais são os prováveis ​​culpados para o sono? O fato de que você está fora, bebendo com amigos e bebendo vinho, ou outra bebida alcoólica, no final do dia, a melatonina é um empurrãozinho para a sonolência, mas muito importante - não necessariamente um bom sono!


Isso porque o álcool deprime o sistema nervoso central. Tem um efeito sedativo que ajuda a relaxar e deixa-o sonolento, fazendo com que adormeça mais rapidamente. Os pesquisadores descobriram que o efeito sedativo dura apenas a primeira parte da noite. Pessoas que consomem álcool antes de dormir não acordam com tanta frequência durante as primeiras horas de sono. Se o fizerem, é por períodos mais curtos.


Assim que esse efeito passa, o álcool começa a ter o efeito oposto. O álcool pode ajudá-lo a adormecer mais rápido, mas é isso. Pesquisas mostram que o álcool na verdade tem um efeito perturbador em seu sono pelo resto da noite e interfere na qualidade e quantidade do sono. O álcool antes de dormir pode causar sono fragmentado e despertar frequente. Existem algumas razões para isso.


♦ MENOS SONO REM - O álcool tem sido associado à redução do sono REM. Este é o estágio mais profundo do sono. É também quando ocorre o sonho.


O sono REM tem um efeito restaurador e desempenha um papel na memória e na concentração. O sono REM fraco ou insuficiente tem sido associado não apenas ao torpor no dia seguinte, mas também a um risco maior de doenças e morte precoce.


♦ RÍTMO CIRCADIANO INTERROMPIDO - À medida que seu corpo metaboliza o álcool e os efeitos sedativos vão passando, isso pode interferir no seu ritmo circadiano e fazer com que você acorde com frequência ou antes de estar devidamente descansado.


E por falar em acordar com frequência: há a micção frequente que anda de mãos dadas com uma noite de bebedeira. O álcool tem um efeito diurético que faz com que seu corpo libere mais água na forma de urina. Beba muito e você adicionará ainda mais líquido à mistura. O resultado são muitas idas ao banheiro e uma noite (principalmente) sem dormir.


Por fim, ir para a cama com álcool no organismo aumenta as chances de ter sonhos ou pesadelos vívidos, sonambulismo e outras parassonias. Tudo isso vai levar a um sono nada repousante.


Parece que a moderação é a chave quando se trata de beber antes de dormir. Beber uma quantidade leve a moderada de álcool (uma ou duas taças) antes de dormir pode não ter muito impacto.


Se você ultrapassar o limite moderado, no entanto, terá muito mais daquele sono não REM inicial, mas reduzirá significativamente a porcentagem total de sono REM durante toda a noite. Se você se sentir um pouco tonto, provavelmente se sentirá bem. Se você se sentir muito bêbado, provavelmente vai adormecer rapidamente, mas terá uma noite agitada.


♦ POSSO USAR O ÁLCOOL COM UM REMÉDIO PARA DORMIR? - Embora uma bebida possa ajudá-lo a relaxar antes de dormir, de modo que você durma mais rápido, o álcool está longe de ser um auxílio para dormir confiável ou mesmo seguro.


Primeiro, o álcool afeta a todos de maneira diferente por causa de uma série de fatores, como idade, sexo biológico e composição corporal, só para citar alguns.


Além disso, pesquisas mostram que as pessoas podem desenvolver tolerância a esse método alcoólico em três noites, fazendo com que você precise de uma quantidade maior de álcool para obter o mesmo efeito.


Por fim, o consumo regular de bebidas alcoólicas foi relacionado à fonte confiável à insônia e a outros distúrbios do sono, especialmente em idades avançadas.


Se você tiver problemas para cair ou dormir com frequência, consulte seu médico. Eles podem descartar qualquer causa subjacente de sua insônia e recomendar o melhor tratamento para você.


♦ CONCLUSÃO – O vinho pode induzir o sono. Ter uma bebida ocasional para relaxar não é nada demais e pode ajudá-lo a adormecer mais rápido. Lembre-se de que o álcool afeta a todos de maneira diferente, e beber demais provavelmente terá o efeito oposto e o deixará tonto e possivelmente de ressaca no dia seguinte. Saúde!!! (artigo escrito a partir de informações disponíveis na internet e pesquisa pessoal).